Conhece a Kalium
Conhece a Kalium

A sustentabilidade e o respeito pelo meio ambiente  são conceitos de extrema importância para nós e foi para partilhar a nossa caminhada rumo a um estilo de vida mais ecológico e sustentável que o Ecosisters nasceu.
Felizmente, o número de projetos de cariz sustentável e ecológica em Portugal é cada vez maior e a inspiração que estes projetos nos trazem é imensa. Por esse motivo adoramos usar a nossa plataforma para vos dar a conhecer alguns desses projetos, com os quais partilhamos ideais e valores.

Desta vez quisemos saber mais sobre a Kalium e a Katia, fundadora da marca, prontamente se disponibilizou para responder às nossas perguntas.
Deixamos a entrevista em baixo, esperamos que gostem de conhecer esta marca nacional de moda minimalista e sustentável tanto quanto nós!

Até breve,

Ecosisters

Entrevista

[Ecosisters] Conta-nos um pouco sobre ti e a como surgiu a ideia da Kalium.
[Katia Almeida] Olá! Sou a Katia Almeida, tenho 28 anos, nasci na Alemanha (aos 13 vim viver para Portugal, país da minha nacionalidade) e a minha formação principal é Design de Moda.
Gosto de trabalhos criativos, do desafio de inovar e desenvolver novos produtos, principalmente sustentáveis. Adoro também animais, cozinhar e filmes (principalmente de animação).
Em 2017 estava a trabalhar por conta de outrem, no entanto, era um trabalho nada criativo e pouco ligado à sustentabilidade. Na mesma altura, sentia vontade de apoiar marcas com ideologias ecológicas no entanto, apesar de encontrar diversas marcas, não me conseguia identificar com nenhuma.
Estes dois factores foram o primeiro passo para pensar “é agora altura para criar uma marca com ideologias ligadas à sustentabilidade e com um estilo com qual me identifico e muitas outras pessoas também”.
Contudo, queria ter uma marca que comunicasse algo mais, considerando que a sustentabilidade deveria ser uma norma e base que todas as marcas deviam seguir, decidi que cada coleção seria inspirada numa história ou lenda, para a reviver.
Surgiram programas de empreendedorismo como o Empreende Já, o Creative Business Studio do Impact Hub, o voluntariado no Fashion Revolution Porto que, entre outros eventos e iniciativas, foram uma fonte de conhecimento e também de inspiração, que fizeram parte do início da Kalium.

[ES] O que torna a Kalium numa alternativa de moda sustentável?
[KA] Alternativa no sentido que o desafio é desenvolver peças de vestuário que se diferenciam no design da maioria das marcas sustentáveis que já existem. Exploram-se pormenores diferenciadores que se aplicam, quer seja na modelagem ou na escolha do têxtil (ou mesmo aviamentos), e que vão além
das tendências.

O objetivo é as roupas terem um design que não canse visualmente a pessoa ao longo do tempo, de maneira a tornar-se “intemporal”

Se cansar na mesma, incentivo a swap markets, à venda em segunda mão, ou mesmo à doação.

[ES] Quais são os valores e ideais por trás da marca?
[KA] Kalium, simboliza um “design diferente” tanto nas peças de vestuário que têm como base o minimalismo combinado com pormenores criativos e divertidos, como nos produtos “zero desperdício” que têm um design concebido e pensado de maneira a ser visualmente interessante e a própria produção ser “zero desperdício”.

Tem um valor acrescido pela inspiração em lendas e histórias que são contadas através de ilustrações, as formas, e as cores escolhidas. É importante o vestuário ter algo para comunicar, e cada peça ter a missão de manter viva uma história em esquecimento, tornando-a num elemento que as pessoas vão querer cuidar durante mais tempo.

Como a base é a sustentabilidade, tentamos ao máximo respeitar os três pilares.
No meio ambiente, utilizamos maneiras de diminuir ao máximo a pegada ecológica (no que é possível), como dar uma nova vida a excedentes de tecido. O produto é ético por ser produzido principalmente a nível local. O último pilar é ser um projeto que faça sentido economicamente.
Claro que ser 100% sustentável ainda não é viável para nenhuma marca pois, para tal, o produto teria de ter pelo menos um impacto zero, ou seja, tudo que se retira da natureza, teria de ser devolvido, tanto pela marca, como todos os fornecedores, e mesmo qualquer transporte, sendo que neste momento, há sempre algum impacto negativo.

[ES] Que tipo de produtos podemos encontrar na Kalium?
[KA] A nível de vestuário, por enquanto, camisas, t-shirts, camisolas e calças, principalmente para mulher (aos poucos estou a tentar introduzir mais peças para homem).
Também temos os acessórios “zero desperdício” que neste momento são pads de algodão reutilizáveis e os porta-talheres, que são concebidos de maneira a não criarem desperdício a nível de produção.

Katia Almeida, fundadora da Kalium

 

Espreita este projeto na web:

https://kalium.pt/pt/
Facebook: https://www.facebook.com/kalium.atelier/
Instagram: https://www.instagram.com/kalium.atelier/